Últimas

Detran: DF tem queda de 52% nas mortes de ciclistas em 10 anos


Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Ciclistas fazem protesto pelo fim da violência no trânsito e pela vida do Fabricio Torres, de 35 anos, atropelado na sexta-feira passada (03/04). Fabrício faleceu no sábado (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
Crédito: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O número de mortes de ciclistas no Distrito Federal caiu 52% de 2011 a 2020, em comparação com os 10 anos anteriores, de acordo com levantamento feito pela Gerência de Estatística do Departamento de Trânsito (Detran-DF).  No período de 2001 a 2010 foram registradas 511 mortes de ciclistas, e de 2011 a 2020 – período da Década Mundial, foram 244.

Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (18) por causa do Dia Nacional do Ciclista, comemorado na quinta-feira (19). O diretor geral do Detran-DF, Zélio Maia, o objetivo é zerar as mortes no trânsito do DF. “O ciclista tem direito sim, a circular pelas faixas dos veículos, pois bicicleta também é veículo. Eu sou ciclista e sinto na pele o que é andar nas ruas de bicicleta, por isso essa ideia do compartilhamento de via é tão importante", disse por meio de nota.

Dados 2021

De janeiro a junho de 2021, foram registradas quatro mortes de ciclistas no Distrito Federal, mesmo número registrado no mesmo período de 2020. Em 2019 foram registradas 10 mortes.

Em maio de 2011 a Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU) divulgou a “A Década de Ação pela Segurança no Trânsito”, que ocorreria entre 2011-2020, em que chamava  governos de todo o mundo tomar medidas para prevenir os acidentes no trânsito e reduzi-los em até 50% entre 2011 e 2020.

Ações educativas

Para celebrar a data, o Departamento de Trânsito do Distrito Federal vai fazer ações educativas, a partir das 5h, com foco no compartilhamento da via e nas atitudes seguras no trânsito. Estão previstas ações como o Projeto Bike em Dia, na Estrutural, no estacionamento próximo à praça da Bíblia, de 5h às 8h. Das 17h às 19h, será realizada uma blitz educativa na Via N1, no estacionamento do Planetário, com a apresentação de uma dupla de repentistas, mímicos e companhia teatral.

*Com informações da Agência Brasília.


Notícias relevantes: