Últimas

MJSP inaugura centro integrado de segurança pública em Campo Grande


O Ministério da Justiça e Segurança Pública inaugurou hoje (19), em Campo Grande (MS), mais uma unidade da Rede de Centros Integrados de Inteligência de Segurança Pública, projeto que visa integrar as forças policiais estaduais, federais e os órgãos estratégicos para o combate ao crime organizado e à criminalidade violenta.

A pasta investiu R$ 2 milhões para equipar o Centro Integrado de Inteligência de Segurança Pública Regional Centro-Oeste (Ciispr-CO), criado para estimular a cooperação e agilizar a troca de informações entre as agências de inteligência do Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

Entre as atividades dos profissionais que integrarão o novo centro está a coleta de informações sobre organizações criminosas e seus membros. Esses dados servirão para a elaboração de estratégias preventivas de combate ao tráfico de armas e drogas e de redução da violência.

“Estamos trazendo meios de inteligência e tecnologia; ajudando os estados; fomentando isto em todo o Brasil e criando uma rede nacional de combate ao crime organizado, com todos os estados integrados”, disse o ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres, durante a inauguração do novo centro regional – que se junta aos outros três (Norte, Nordeste e Sul) inaugurados desde o início de 2019. A rede nacional conta também com o Centro Integrado de Inteligência Nacional (Ciisp-N), que funciona em Brasília.

“Nosso trabalho é estruturar, ajudar e trazer meios para que os estados possam, junto com a União, fazer frente ao crime organizado que assola nosso país. Não há outro caminho […] que não o da integração”, acrescentou o ministro.

Penitenciária

Torres também participou da inauguração da Penitenciária Estadual Masculina da Gameleira II. Instalada na capital sul-mato-grossense, a unidade de 6.982 m² tem capacidade para 603 presos em regime fechado. Fruto de uma parceria entre União e governo estadual, a penitenciária custou R$ 18,5 milhões.

A unidade será a segunda do sistema penitenciário estadual a ser integralmente operacionalizada por servidores de carreira da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), que cuidarão da segurança interna à vigilância das muralhas.

Pela manhã, durante a inauguração do Centro Integrado de Inteligência de Segurança Pública Regional Centro-Oeste (Ciispr-CO), o governador Reinaldo Azambuja destacou a importância dos investimentos federais para fortalecer a segurança pública não só no estado, mas de toda a região Centro-Oeste.

“O diálogo é fundamental para a construção dos resultados em segurança pública. Não dá para tratar desta área em 27 unidades federativas separadamente”, comentou Azambuja. "Dentro do centro integrado estará uma equipe [de cada uma das quatro unidades federativas do Centro-Oeste], interligada [com o centro nacional], olhando a questão das facções e organizações criminosas. Estamos juntando forças para atacar o crime organizado."


Notícias relevantes: