Últimas

Doria anuncia terceira dose da vacina em idosos de SP para 6 de setembro

Governador falou horas depois de o ministro da Saúde prometer o reforço para 15 de setembro


Divulgação
Doria anuncia terceira dose da vacina em idosos de SP para 6 de setembro
Crédito: Divulgação

O governador João Doria (PSDB) anunciou nesta quarta-feira (25) que iniciará a aplicação da terceira dose da vacina em pessoas acima de 60 anos a partir de 6 de setembro.

O anúncio do governador paulista ocorre poucas horas após o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmar que a terceira dose da vacina contra o coronavírus começará a ser aplicada em idosos e em imunossuprimidos a partir do dia 15 de setembro.

Estudos têm apontado a necessidade da terceira dose para ampliar a imunidade diante de novas variantes do vírus. Algumas delas, como a delta, podem até tornar a imunidade de rebanho impossível, segundo cientistas.

De acordo com o Doria, no estado de São Paulo, 900 mil pessoas devem receber a terceira dose de imunização.

A dose de reforço será aplicada a todos com mais de 60 anos, independentemente do imunizante que receberam na primeira ou na segunda aplicação.

"Todos devem receber a imunização adicional, o reforço não é para um imunizante específico. O que os dados mostram é que a variante delta é mais resistente e a proteção contra ela só é maior após a teceira dose para qualquer tipo de vacina”, disse João Gabbardo, coordenador do comitê científico de São Paulo.

O governo paulista não informou quando deve iniciar a aplicação da dose de reforço em outros grupos mais vulneráveis à doença, como os imunossuprimidos. Segundo o secretário de Saúde, Jean Gorinchteyn, a pasta está estudando a inclusão dessas pessoas e deve anunciar o cronograma nos próximos dias.

“Essa cepa tem como característica a maior capacidade de disseminação e sabemos que, após algum tempo da vacinação, a resposta imunológica começa a cair. Sabendo dessa tendência de queda nos anticorpos de proteção, temos a responsabilidade de proteger essa população mais vulnerável", disse Gorinchtey.

Mais cedo, Doria havia afirmado que o comitê científico de seu governo decidiria nesta quinta sobre a aplicação de terceira dose no estado. O tema vinha sendo debatido entre especialistas que o auxiliam no combate à covid.


Notícias relevantes: