Últimas

Biden declara situação de desastre após furacão Ida atingir Louisiana

Estado dos EUA confirmou a primeira morte e mais de um milhão de pessoas estão sem luz


Divulgação
Biden declara situação de desastre após furacão Ida atingir Louisiana
Crédito: Divulgação

O presidente dos EUA, Joe Biden, declarou situação de desastre na Louisiana e ordenou ajuda federal para complementar os esforços de recuperação nas áreas afetadas pelo furacão Ida, disse a Casa Branca neste domingo (29).

"A assistência pode incluir subsídios para habitação temporária e reparos domésticos, empréstimos de baixo custo para cobrir perdas de propriedades não seguradas e outros programas para ajudar moradores e proprietários de negócios a se recuperarem dos efeitos do desastre", disse a Casa Branca.

Mais de um milhão de clientes na Louisiana está sem energia elétrica, de acordo com o site PowerOutage.us, que monitora quedas de energia. Em Nova Orleans, o fornecimento está totalmente interrompido.

No domingo à noite, a primeira morte causada pelo furacão foi confirmada. Trata-se de um homem de 60 anos que morreu após ter a casa atingida por uma árvore perto de Baton Rouge, a capital do estado.

Furacão Ida

O furacão Ida atingiu o continente como uma violenta tempestade de categoria 4 na tarde de domingo, com ventos chegando a 240 km/h.

Segundo o Centro Nacional de Furacões dos EUA (NHC, na sigla em inglês), Ida enfraqueceu para um furacão de categoria 1. Ida está agora localizada a cerca de 50 km a leste-sudeste de Baton Rouge, Louisiana, com ventos máximos a 155 km/h, disse o NHC.

A previsão é que o Ida se encaminhe rumo ao nordeste nesta segunda-feira (30).

As chuvas fortes já vinham afetando desde a manhã as ruas desertas de Nova Orleans, onde moradores colocaram tapumes nas janelas e fizeram bloqueios com sacos de areia. O Porto Fourchon foi diretamente afetado por ventos de aproximadamente 240 km/h.

Em meio às advertências urgentes sobre possíveis danos catastróficos, a maioria dos moradores seguiu as recomendações das autoridades de deixar a região. Um recorde de pessoas engarrafaram as rodovias de saída de Nova Orleans às vésperas da chegada de Ida.

Em uma localidade do leste de Nova Orleans, na manhã deste domingo alguns moradores faziam preparativos de última hora. "Não estou certo de estar preparado", disse Charles Fields, de 60 anos, ainda levava para dentro de casa seus móveis de jardim. "Mas teremos que enfrentá-lo."

Em 2005, o Katrina inundou a casa de Fildes – a água atingiu 3,3 metros. "Vamos ver como aguenta [desta vez]", afirmou.

 


Notícias relevantes: