Últimas

Fique atento aos golpes nesta Black Friday

Fraudes usando o PIX estão em alta e precisam de atenção redobrada


DIVULGAÇÃO
BLACK FRIDAY
Crédito: DIVULGAÇÃO

Uma das grandes novidades na Black Friday de 2021, que ocorre no dia 26 de novembro, é a chegada do PIX como meio de pagamento. Rápido e simples, ele já caiu nas graças do brasileiro, mas também tem sido utilizado por fraudadores para aplicar uma série de golpes. E em uma das datas mais importantes para o e-commerce, não deve ser diferente.

"Os descontos realizados durante a data chamam a atenção do consumidor, o que pode ser uma vantagem para os fraudadores já que a urgência e emoção são fatores que influenciam os compradores. Muitas pessoas aguardam a Black Friday para realizar compras de itens importantes e com o PIX tudo fica mais rápido o que pode levar a desatenção da vítima" diz Ranier Aquino, analista de segurança de informação do AllowMe.

Pensando nisso, os especialistas do AllowMe, plataforma de proteção a identidades digitais, analisaram o comportamento dos fraudadores e anteciparam possíveis golpes que poderão ser realizados na Black Friday utilizando o PIX:

 

Poucas unidades de um item

Esse golpe já é clássico na Black Friday e se aproveita da urgência de compras do consumidor em uma data única. Uma das situações é quando o comprador necessita de um item e acaba encontrando uma loja virtual e com um preço extremamente acessível caso o pagamento seja realizado via PIX. Quando o consumidor entrar para ver a oferta, receberá uma mensagem que fica em destaque: "Aproveite a oportunidade, restam apenas duas unidades!".

"A urgência no anúncio faz com que o comprador possa se confundir. Nesse caso é necessário avaliar alguns pontos, como a confiabilidade do site e caso seja uma loja conhecida se há erros de digitação no endereço", explica Ranier.

 

Desconto maior com pagamento por PIX

Neste golpe, os fraudadores aproveitam a urgência da compra para utilizar uma prática comum no mercado: grandes descontos no pagamento à vista. No caso, o desconto acontece nos pagamentos via PIX.

"Os golpistas vão se aproveitar da rapidez dessa forma de pagamento para aplicar grandes golpes. Toda a atenção e cuidado é pouco nesse caso" comenta Aquino.

 

Desconto acumulado

Nesse caso, o fraudador cria uma falsa promoção na qual o desconto cresce conforme o consumidor adquire mais produto. O golpista coloca, por exemplo, um celular à venda pelo preço comum, mas inclui no anúncio que ao comprar cinco unidades, o consumidor ganha um desconto de 30% no valor final - desde que o pagamento seja feito com PIX.

"Promoções dos sonhos não existem. Em uma loja confiável, você compra um celular ou 10 celulares e os preços deles se mantêm. Portanto, é sempre importante deixar a emoção de lado e pensar com a razão antes da compra na Black Friday", finaliza Ranier.

 

Confira as dicas do Banco Central para evitar golpes com o PIX

  1. Confira os remetentes de e-mails e não acesse páginas suspeitas, com endereços curtos ou com erros de digitação;
  2. Não clique em links recebidos por e-mail, WhatsApp, redes sociais ou mensagens de SMS que direcionam a cadastros de chaves do Pix;
  3. Cadastre chaves do Pix apenas em canais oficiais de bancos ou fintechs;
  4. Em caso de suspeita, procure a equipe oficial do banco;
  5. Após o cadastro, o Bacen envia o código por SMS (se a chave cadastrada for um celular) ou e-mail (se ela for um e-mail). Essa confirmação não vem por ligação telefônica nem por link;
    Não compartilhe esse código;
  6. Não faça transferências para conhecidos sem confirmar por chamada telefônica ou pessoalmente. O WhatsApp não é uma boa opção porque pode estar clonado.

Notícias relevantes: