Últimas

O Ministério da Saúde enviou mais de R$ 12 milhões para a Bahia


Divulgação
O Ministério da Saúde enviou mais de R$ 12 milhões para a Bahia
Crédito: Divulgação

O Ministério da Saúde enviou mais de R$ 12 milhões para a Bahia, cuja região sul tem sofrido com as consequências da chuva. Ao menos 24 pessoas perderam a vida por causa da situação na região.

Segundo Queiroga, os cerca de R$ 12 milhões têm como objetivo dar suporte à vigilância em saúde. O ministro ainda prometeu mais recursos para o estado para serem usados em "recursos de média e alta complexidade", disse Queiroga em entrevista à TV Sudoeste.

Além de ajuda financeira, o Ministério da Saúde deve enviar mais médicos para o sul do estado entre segunda (3) e terça (4). O objetivo é que os profissionais reforcem o sistema de saúde nos municípios afetados.

Mais cedo, após o governo federal recusar ajuda humanitária oferecida pela Argentina no auxílio às vítimas das chuvas na Bahia, o governador Rui Costa (PT) fez hoje um apelo por mais apoio na região.

"Os 15 milhões de brasileiros que moram na Bahia estão esperando apoio tanto humanitário quanto aos municípios. É preciso um olhar diferenciado porque aqui moram 15 milhões de brasileiros", afirmou o governador, em entrevista à TV Bahia, ao responder a pergunta sobre o envio de verbas federais e a recusa da ajuda argentina pelo Ministério das Relações Exteriores.

Costa disse que, "mesmo sem ajuda federal, a Bahia reconstruirá todas as casas destruídas em parceria com os municípios", mas pondera que isso demandará tempo. A ideia é fazer mutirões em parceria com os municípios.

"Não é possível reconstruir tudo só de uma vez. A prioridade é recolocar as pessoas nas suas casas e paulatinamente em 2022 reconstruir. A prioridade é dar um lar. Ninguém quer morar no abrigo e viver em escolas. As pessoas querem suas casas e precisamos ter rapidez", afirmou.


Notícias relevantes: