Últimas

Mais de 46 mil chamados são recebidos por bombeiros devido às chuvas em PE

O alto volume de solicitações é resultado das chuvas que atingem a capital, a Região Metropolitana e a Zona da Mata do estado


Divulgação
Os temporais foram avisados pela Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac), que emitiu um alerta de previsão de pancadas de chuvas
Crédito: Divulgação

Mais de 46 mil chamados para o número 193, telefone de emergência do Corpo de Bombeiros, foram realizados da sexta-feira (27) até a tarde deste domingo no estado de Pernambuco.

O alto volume de solicitações é resultado das chuvas que atingem a capital, a Região Metropolitana e a Zona da Mata do estado nos últimos dias, deixando pelo menos 56 mortos e outros 56 desaparecidos.

Segundo um balanço divulgado pelo Governo de Pernambuco hoje, há equipes dos bombeiros em 12 pontos de deslizamentos no Grande Recife. Pelo menos 593 pessoas ilhadas foram socorridas neste período e, na manhã deste domingo (29), 12 pessoas foram resgatadas de helicóptero em áreas que estavam sem acesso por terra.

Além do auxílio de militares do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais e da Paraíba, outros 92 bombeiros que estavam terminando o curso de capacitação para entrar na corporação tiveram formatura adiantada e começaram a prestar apoio nos resgates hoje.

Equipes do Instituto Médico Legal também foram reforçadas para "maior eficiência nas remoções e perícias" em áreas atingidas.

Ainda assim, alguns moradores de áreas onde deslizamentos foram registrados protestaram contra a demora no atendimento das vítimas soterradas.

Nesta tarde, os dois sentidos do km 11 da BR-232, em Jaboatão dos Guararapes, foram bloqueados por moradores da comunidade Bola de Ouro, que pediam a presença do Corpo de Bombeiros para auxiliar nas buscas de pessoas que estariam sob os escombros.

Segundo a PRF (Polícia Rodoviária Federal), o Corpo de Bombeiros não teria conseguido chegar ao local até as 14h30, quase uma hora após o fechamento da via. A corporação, porém, informou à imprensa que duas equipes chegaram ao local às 12h06.

A PRF registrou a chegada de dois carros do Samu à região às 14h33. A via foi totalmente liberada às 15h54.

A previsão da Apac (Agência Pernambucana de Águas e Clima) é de que áreas de instabilidades no oceano ainda provoquem chuvas de forma moderada neste domingo. Como o Distúrbio Ondulatório de Leste, fenômeno que causou as chuvas, se dissipou, a tendência é de que os volumes de precipitações diminuam nos próximos dias.


Notícias relevantes: