Últimas

Fachin: diplomatas devem buscar informações sobre tecnologia eleitoral


Fachin: diplomatas devem buscar informações sobre tecnologia eleitoral
Crédito: Reprodução/Internet

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Edson Fachin, disse hoje (31) a uma plateia de diplomatas estrangeiros que a comunidade internacional deve estar alerta sobre o sistema de votação no Brasil. “Convido a corpo diplomático sediado em Brasília a buscar informações sérias e verdadeiras sobre a tecnologia eleitoral brasileira, não somente aqui no TSE, mas junto a especialistas nacionais e internacionais, de modo a contribuir para que a comunidade internacional esteja alerta contra acusações levianas”, afirmou Fachin.

A declaração foi dada durante o evento “Sessão Informativa para Embaixadas: o sistema eleitoral brasileiro e as Eleições 2022", cujo objetivo, de acordo com o TSE, foi “proporcionar um diálogo qualificado entre os especialistas de diversos setores da Corte com diplomatas estrangeiros interessados em acompanhar o pleito deste ano”. O evento foi fechado. O discurso de Fachin foi depois disponibilizado pelo TSE.

A ministra Cármen Lúcia, que integra o Supremo Tribunal Federal e o TSE, também participou da mesa de abertura do evento, que foi descrito pela Corte eleitoral como uma “oportunidade para o esclarecimento de dúvidas e questionamentos que surgem com frequência nos contatos do público estrangeiro com o TSE”.

“É fundamental transmitir  aos  Governos  estrangeiros  as  informações  corretas  e  completas sobre o processo eleitoral que se avizinha”, disse Fachin na fala de abertura. “A integridade e fidedignidade das eleições brasileiras tem de ser demonstrada não por frases desconexas ou declarações vazias, mas por relatórios fundamentados de especialistas na matéria”, acrescentou o ministro.


Notícias relevantes: