Últimas

SP sedia mais uma edição da Mostra Internacional de Teatro 


Após uma edição totalmente online por causa da pandemia do novo coronavírus, a cidade de São Paulo volta a receber a Mostra Internacional de Teatro (MITsp) de forma presencial. A oitava edição do evento tem início amanhã (2) e permanece em cartaz até o dia 12 de junho.

“Estamos felizes com a retomada da MITsp, com trabalhos presenciais, embora esta seja uma edição mais concisa, nos limites do que foi possível trazer em um tempo pós-pandemia”, disse Antonio Araujo, diretor artístico e um dos idealizadores do festival.

Neste ano, serão apresentadas três montagens internacionais, sete espetáculos nacionais e mais quatro estreias. Além disso, o festival conta também com oficinas, debates, bate-papos e discussões sobre as artes cênicas.

A peça de abertura é Estádio (Stadium), concebida pelos diretores franceses Mohamed El Khatib e Fred Hocké. A peça, que coloca o espectador de teatro frente a frente com o público dos estádios e se desenrola em dois tempos de 45 minutos, como se fosse um jogo de futebol, será apresentada no Sesc Pinheiros na noite de amanhã (2).

Além da peça, também serão apresentadas outras duas internacionais: O Martelo e a Foice (Le Marteau et La Faucille), adaptação do conto homônimo do americano Don DeLillo e dirigido por Julien Gosselin; e Vale da Estranheza (Uncanny Valley), da companhia de teatro Rimini Protokoll . Já Tragédia e Perspectiva 1 - O Prazer de Não Estar de Acordo, do diretor argentino Lisandro Rodríguez, fará sua estreia no festival.

Entre as montagens nacionais, três delas farão sua estreia no festival: História do Olho - Um Conto de Fadas Pornô Noir; Antes do Tempo Existir; e Um Jardim Para Educar as Bestas.

A programação do festival pode ser consultada no site do evento.


Notícias relevantes: